fbpx

Marketing para Advogados: Entenda a importância das redes sociais

Marketing para Advogados: Entenda a importância das redes sociais

A gestão de redes sociais é muito importante para qualquer empresa, e não poderia ser diferente no meio jurídico.

Muitos entendem a relevância de ter uma presença digital, no entanto, nem sempre sabem o que deve ser feito e como deve ser feito. O agravante no meio jurídico está na necessidade de se certificar de que o marketing jurídico não vá contra o código de ética estabelecido pela OAB.

Não basta criar perfis aleatórios em todas as redes sociais apenas para dizer que possui uma rede social ou postar de modo aleatório conteúdos sem um planejamento prévio. É preciso saber:

  • Como se posicionar para conquistar autoridade e reconhecimento na área
  • Como atrair o público ideal
  • Como comunicar as mensagens do escritório de maneira assertiva, produtiva e que não desvie do código de ética.

A gestão das redes sociais, quer seja no setor jurídico, quer seja numa empresa comercial se inicia com a criação de um planejamento estratégico.

Alguns tópicos devem ser levados em consideração neste assunto:

  • Com que frequência fazer a comunicação com o público
  • Em quais datas e horários publicar para ter um melhor aproveitamento
  • Quais métricas de desempenho serão mensuradas.
  • Quais regras de publicação o segmento precisa atender para se enquadrar na legalidade da profissão.

Somente então a empresa saberá como se posicionar e atuar de uma maneira que aumente o seu reconhecimento, sua credibilidade e reputação e que não prejudique os responsáveis com as permissões legais da área.

Como aumentar as vendas utilizando mídias sociais?

  • Faça um planejamento de mídias sociais: Defina qual é o seu público alvo, quais canais seu escritório irá utilizar e quais resultados deseja obter, pois somente desta forma será possível medir se houve sucesso e fazer melhorias na próxima estratégia a ser executada.
  • Utilize as redes sociais para fornecer conteúdo útil e relevante: Não se preocupe apenas em divulgar a empresa, mesmo porque isso é proibido pelo código de ética, mas sim em levar conteúdo útil ao seu leitor e ajudá-lo a resolver seus problemas. Desta forma você irá gerar autoridade e reconhecimento para o seu escritório.
  • Faça das suas redes sociais um relacionamento saudável com seus potenciais clientes: Entenda que cada postagem é uma oportunidade de abrir um diálogo com uma pessoa / empresa que de certa forma, já demonstrou interesse em seus serviços. Trate isso como um relacionamento e vá passo a passo conquistando a confiança do seu público
  • Faça segmentação: Saber de onde vieram os melhores contatos é tão importante quanto conquistá-los. Tenha registrado quais são os melhores públicos para se investir. Segmente de acordo com a área de atuação, se o seu cliente for pessoa jurídica, de acordo com a localização, faixa etária, situação social, etc. Registre tudo!

Marketing jurídico: o que é permitido pela OAB

Apesar de bastante restritivo, o novo Código de Ética de 2016 abre uma brecha para estratégias de marketing jurídico sem prejudicar quem o pratica. Vejamos o artigo 46:

Art. 46. A publicidade veiculada pela internet ou por outros meios eletrônicos deverá observar as diretrizes estabelecidas neste capítulo.

Parágrafo único. A telefonia e a internet podem ser utilizadas como veículo de publicidade, inclusive para o envio de mensagens a destinatários certos, desde que estas não impliquem o oferecimento de serviços ou representem forma de captação de clientela.

Notamos neste artigo que é proibido qualquer tipo de oferecimento dos serviços ou ações para captação direta de clientes, todavia, ao observarmos o artigo 39:

Art. 39. A publicidade profissional do advogado tem caráter meramente informativo e deve primar pela discrição e sobriedade, não podendo configurar captação de clientela ou mercantilização da profissão.

Notamos que a publicidade com “caráter meramente informativo”, é totalmente aceita e viável para despertar o interesse do público, formar autoridade em determinado assunto e publicar de forma segura e efetiva.

O marketing de conteúdo, bem diferente da tradicional propaganda, é o oferecimento de conteúdo útil e informativo com a verdadeira intenção de ajudar os leitores.

O que é marketing de conteúdo? marketing para advogados

Marketing de Conteúdo é uma das estratégias mais utilizadas para atingir um público específico (potencial futuro cliente) entregando conteúdo útil e informativo.

Marketing de conteúdo no meio jurídico, nada mais é do que uma oportunidade para iniciar uma conversa com o futuro cliente e aproveitar para se posicionar diante deste como uma referência e autoridade no assunto.

Sabemos que na advocacia não é permitido a propaganda e movimentos que denotam a captação de clientes, e daí vem a pergunta: “Como meus potenciais clientes irão me encontrar quando precisarem de um auxílio jurídico?” Marketing para Advogados:

A resposta para este questionamento é: Através da produção intelectual, produzindo e publicando artigos, vídeos, divulgando boletins e enviando emails úteis e informativos.

Se antigamente o “boca a boca” funcionava como forma absoluta de aumentar a clientela, hoje em dia isso já não é mais suficiente. A internet e as redes sociais tomaram um grande espaço na vida das pessoas e empresas, exigindo um novo posicionamento para poder então conquistar o espaço no mercado. Marketing para Advogados:

Desta forma, entendemos, que não existem motivos para não investir em estratégias éticas e para conseguir conquistar novos clientes ou fidelizar os antigos. Marketing para Advogados:

Benefícios do marketing jurídico marketing para advogados

  • Gerar um aumento da competitividade no mercado: O Brasil é o terceiro país do mundo com o maior número de advogados (1 para cada 322 pessoas).  Desta forma, diferenciar-se de modo construtivo diante de seu público é uma das maneiras mais eficientes de conquistar novos clientes.
  • Perpetuar uma marca de autoridade: o advogado ou escritório que consegue construir uma reputação no meio digital, está fazendo para sí uma construção sólida de autoridade que independentemente do tempo que passe, o conteúdo permanecerá disponível para consultas de futuros clientes. Faz-se hoje um esforço para a produção de conteúdo, que permanecerá por anos.
  • Autoridade no meio jurídico: gerar conteúdo de qualidade, disseminar informações úteis e distribuir conteúdos que sejam relevantes é incontestavelmente uma das melhores formas de se ganhar notoriedade.

Leia também: 5 dicas para prospectar clientes na advocacia

Quais são as proibições do marketing jurídico?

  • Anunciar em TV e rádio
  • Promover serviços em eventos não relacionados à área jurídica
  • Utilizar jargões típicos de sites comerciais
  • Divulgar o preço dos serviços
  • Oferecer consultas gratuitas pelo site
  • Utilizar fotos institucionais e fotos dos prédios dos tribunais

Se deseja saber mais sobre as práticas permitidas pela OAB, acesse: Marketing Jurídico Ético | Publicidade Jurídica – Atividade Ética e Expressamente Permitida pela OAB.

Erros comuns no marketing digital para advogados:

  • Usar as mídias sociais para falar do próprio escritório ou de sí próprio: as pessoas e empresas não estão interessadas em saber o quanto você e seu escritório é grande, reconhecido e importante. Elas querem saber do quanto você pode ajudá-las a resolver seus problemas de forma prática e objetiva!
  • Não produzir conteúdos realmente relevantes: postar “qualquer coisa” é pior do que não postar nada! Não cometa este erro em seu escritório. Alguns advogados pensam que para ter presença digital basta ter um site ou uma página no facebook (ou outra rede social), mas o que frequentemente acontece é que eles gastam um tempo precioso e rios de dinheiro em estratégias sem fundamento que geram pouco ou nenhum resultado.
  • Reproduzir notícias sem ligação com a estratégia principal de marketing da empresa: reproduzir o formato de conteúdo da grande mídia de maneira institucionalizada é uma péssima idéia. Republicar notícias que não interessam ou não estão contidas em uma estratégia é apenas perda de tempo.
  • Uso de linguagem técnica – o famoso “juridiquês”: falar de forma que seu cliente potencial não entenda é um erro comum, porém pouco percebido. Marketing para Advogados:

A importância de contratar uma empresa de marketing jurídico

Sabemos que acumular mais tarefas pode atrapalhar a rotina e fazer um uso não otimizado de recursos. Sabemos também que estas atividades exigem bastante tempo, expertise e dedicação do profissional que irá desempenhar estas e outras funções fundamentais na estratégia de marketing jurídico.

Sendo assim, a terceirização desses serviços, é uma alternativa que deve ser considerada. Uma consultoria que entenda do negócio e saiba como atingir seus objetivos pode oferecer uma contribuição valiosa neste cenário tão competitivo que é o meio jurídico.

O caminho parece longo, mas tenha a certeza de que os resultados valem a pena! Aproveite para reavaliar suas estratégias, começando pelo seu planejamento e avaliando os resultados.

Conte com a ajuda de especialistas para obter melhores resultados em sua estratégia. Marketing para Advogados:

vendasMarketing para Advogados:

Para facilitar o acesso a uma consultoria mais direcionada, disponibilizamos o link abaixo onde você pode obter o auxílio necessário e tirar suas dúvidas. Basta clicar no link para conversar com um consultor.

Solicite gratuitamente o diagnóstico de sua empresa.



Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Este site usa cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.